Semana Michael Jackson: Michael J. não morreu! (Teoria da Conspiração)

 

O texto a seguir pode ser considerado por muitos o resultado de uma viagem a base de LSD, cannabis, chá de cogumelo ou qualquer outra substância ilícita que provoque devaneios como esse. Mas vou logo avisando que estou completamente são enquanto escrevo essas linhas.

 

Paranóico? Um pouco. Mas acredito que o que vocês estão prestes a ler faz tanto sentido que, se eu tivesse condições, estaria disposto a ir à fonte buscar por informações que comprovem essa minha “teoria”.

Se você gosta de uma boa teoria da conspiração, sente-se confortavelmente em sua cadeira e leia porque eu acredito que Michael Jackson não morreu!

 

Sim. Michael Joseph Jackson está VIVO!

 

Aviso: O texto é puramente autoral e a teoria é totalmente baseada em informações e notícias disponíveis na mídia. Absurdo ou não, apenas leia e pense um pouco…

 

 

Um breve histórico

 

Após as acusações de abuso, grande parte da fortuna do Rei do Pop foi investida em indenizações, fianças e honorários para os advogados. Além disso, Michael Jackson sempre foi consumista. Logo, as dívidas do astro tendiam a subir vertiginosamente.

 

Até o momento ninguém disse com certeza qual o valor da dívida do astro, mas segundo informações, estima-se que o débito gire em torno de US$ 200 mi a US$ 500 milhões de dólares.

 

Nos últimos, para saldar alguma parte da soma, o cantor vendeu parte do seu rancho Neverland e hipotecou a casa onde cresceu em Encino. A soma, obviamente, não pagou nem a metade da dívida.

 

Após um hiato de mais de 10 anos Michael Jackson finalmente resolve voltar aos palcos. O objetivo da volta aos palcos? Essa era considerada a única forma do astro conseguir dinheiro suficiente para resolver os seus problemas financeiros.

 

E entre um ensaio e outro, no fatídico dia 25 de Junho de 2009 o astro teve uma parada cardíaca, morrendo aos 50 anos e três semanas antes do início da turnê em Londres.

 

Algo muito, muito maior

 

A notícia da morte de Michael Jackson pegou a todos de surpresa. Eu esperaria que qualquer pessoa morresse esse ano, menos Jacko. Era inconcebível a idéia de que o Rei do Pop pudesse morrer nessas condições, mesmo com um certo burburinho na mídia americana dizendo que o cantor estava com uma doença séria causada por uma bactéria que poderia levá-lo a morte. O que até agora não foi confirmado por nenhuma fonte.

 

A partir do momento em que a morte do astro foi confirmada o mundo parou. O inventor do Moonwalk, o artista com o maior número de discos vendidos na história da música havia partido. Fãs no mundo todo prestaram a suas últimas homenagens e, entre essas homenagens, a avalanche de pedidos e compras de toda a obra áudio-visual de Michael Jackson.

 

Em todas as lojas de venda de música e comércio eletrônico os CDs mais vendidos eram em sua grande maioria do cantor.

 

Uma explosão de vendas tomou conta do mercado fonográfico mundial. Todos queriam guardar a obra do maior cantor “Black or White” de todos os tempos.

 

Ainda pego de surpresa, não pensei muito nas conseqüências da morte do astro. Mas essa semana, após o baque inicial, comecei a colocar as idéias em ordem e, entre uma conjectura e outra, acabei ligando os pontos e descobrindo que a morte do ídolo pop tem um significado e um impacto muito maior do que o que estamos presenciando.

 

Os preparativos

 

Com essa overdose de Michael Jackson nos meios de comunicação, algo dentro de mim dizia que isso não estava certo. Algumas coisas não se encaixavam.

 

Entre um copo de Coca-Cola e outro, a imagem foi ficando mais clara na minha cabeça.

 

A primeira idéia que cogitei foi que a AEG, empresa organizadora dos shows em Londres, fosse apenas uma empresa de fachada que, de alguma forma, estaria ligada ao ícone musical.

 

Fazia sentido.

 

Deixou de fazer no momento em que busquei maiores informações e descobri que o dono dela é, simplesmente, a 31ª pessoa mais rica do mundo com uma fortuna estimada de US$ 7.8 bilhões de dólares.

 

Mas isso não impede o fato de que, com a explosão de vendas de CDs, músicas, DVDs e demais produtos relacionadas à Michael Jackson, um acordo entre ele e o dono da AEG não pudesse ser firmado.

 

Fato que as pessoas que compraram entradas para o show não querem se desfazer dos ingressos. Afinal, essa é a última recordação do rei do pop.

 

Últimos ensaios

 

Antes da morte repentina, Michael vinha ensaiando frequentemente para a sequência de shows. Após mais de 10 anos parado, era necessário colocar um pouco de graxa nas engrenagens e ver se o molejo e a desenvoltura característicos do dançarino ainda estavam afiados.

 

Ensaiar antes de grandes shows é algo normal para artistas de qualquer tipo.

 

O que me impressionou ainda mais após a morte do astro, foi a divulgação de um vídeo “exclusivo” de um ensaio realizado dois dias antes da morte do astro.

 

Michael Jackson está feliz, animado e completamente em forma no vídeo.

 

Já era sabida a existência da gravação dos ensaios e, antes da divulgação do vídeo,correu a notícia de que essas gravações seriam convertidas em um DVD “póstumo” em homenagem ao cantor.

 

Me surpreendi mais uma vez quando o tal vídeo foi divulgado.

 

Repare na qualidade do áudio e da imagem. É playback, claro. Mas em nenhum momento a gravação parece algo amador. Foi gravada com um alto grau de profissionalismo. Áudio e imagem de alta qualidade e vários ângulos diferentes.

 

O ensaio foi filmado exatamente para se tornar um DVD. Algo premeditado? Acredito que sim.

 

Explosão de vendas

 

Como já citei acima, com a confirmação da morte de Michael Jackson, houve uma explosão de vendas.

 

No Amazon.com, o TOP 10 tem 9 álbuns de Michael Jackson e 1 álbum dos Jackson Five, o que, teoricamente, é a mesma coisa.

 

A arrecadação com a venda desses CDs é algo assustador, dado o fato de que Michael Jackson não emplacava nenhum grande sucesso desde os anos 90.

 

Rádios no mundo todo não param de tocar os grandes sucessos do ídolo pop. Canais de televisão idem. A carreira de Michael Jackson deu uma guinada com a sua morte, o que nos leva a pensar que algo não está se encaixando nessa situação.

 

Uma nova morada

 

Nos últimos meses, Michael Jackson andou visitando com certa freqüência Bahrain. Entre uma ou outra troca de gentilezas com o sheik, dizem as más línguas que o cantor comprou duas “vilas” no arquipélago artificial de Amwaj.

 

Seria esse o início de um “asilo político”? Michael Jackson estaria organizando a sua saída para o backstage da vida para nunca mais voltar? Se esse for o caso, o Rei do Pop não poderia reaparecer na mídia nunca mais.

 

Evidências

 

As maiores evidências de que Michael Jackson não morreu, na minha opinião, encontram-se nas atitudes de sua família em relação à sua morte. Não senti um pingo de emoção entre seus irmãos, mãe e pai.

 

O espetáculo que foi o seu velório contribui ainda mais para a formulação da idéia de que Michael Jackson estaria realmente descansando, mas não da forma como acreditamos. O caixão não estava aberto e não há nenhuma pista sobre o local exato onde ele será enterrado.

 

Uma curiosidade assustadora:

No vídeo abaixo podemos observar o “corpo” de Michael Jackson se mexendo na maca dentro do helicóptero, horas após a sua morte ser confirmada, no traslado para o IML local.

 

Repare bem a levantadinha estilo “Já chegamos”:

 

Assustador e ao mesmo tempo chocante.

 

Conclusão

 

Você pode concordar ou não com essa teoria. Aliás, já rolam algumas manifestações na web de pessoas com o pensamento semelhante ao meu.

 

Muitos acreditam que Michael Jackson fez isso somente para ganhar dinheiro e saldar suas dívidas. Eu penso diferente. Acredito que o Rei do Pop apenas se cansou dessa vida de especulações e acusações infundadas, perseguição da mídia e, acima de tudo, uma vida explorada por todos ao seu redor.

 

A real é que ninguém sabe na verdade como era o rosto de Michael sem maquiagem ou máscaras. E digo mais: para quem passou por várias cirurgias plásticas, algumas a mais para modificar o seu rosto novamente não são nada.

 

Ele quer apenas descansar.

 

Nesse momento deve estar relaxando em suas ilhas no Bahrain assistindo Oprah Winfrey e comentando com seu mordomo, Ahmed, o quanto ele está feliz. Finalmente.

 

Bônus

 

A teoria bônus que pensei é que todo esse episódio não passa de um viral para o lançamento de seu mais novo cd: Ressurection.

 

Please reload

Posts Recentes
Please reload