Apesar de Você, a música que não envelhece

August 23, 2017

Fala meus heróis músicos e afins.

 

Tudo bem com vocês? Eu espero que sim.

 

Hoje nós vamos falar sobre a música "apesar de você" de Chico Buarque.

 

 

Desde criança, quando eu nada sabia sobre música, sempre ouvia dizer: "música boa não envelhece". De fato, com o passar do tempo e quanto mais eu aprofundava meus estudos musicais, mais eu percebia que a música de qualidade não envelhece com a mesma rapidez que as músicas "de qualidade duvidosa".

Porém, algumas músicas tem a capacidade de não envelhecerem de fato, "apesar de você", de Chico Buarque, sem dúvida é um desses casos, vamos entender o porque.


Em 1970, Chico Buarque retornou ao Brasil, ele tinha se autoexilado anos antes. O então presidente da gravadora Philips, André Midani, convenceu o cantor e compositor a retornar ao país, alegando que o regime militar não estava mais causando tantos problemas, que a situação já estava bem melhor. Porém, quando retornou, o cantor encontrou uma situação muito diferente da qual Midani tinha relatado, para você ter noção, o presidente da época era o general Emílio Garrastazu Médici, hoje conhecemos esse período como "anos de chumbo" (1968 até 1974, fim do governo Médici), onde a repressão foi mais intensa. A tortura e o desaparecimento de pessoas contrárias ao regime eram frequentes

 

Revoltado e desgostoso com a situação, Chico compôs essa pérola que seria um dos seus maiores clássicos e também um patrimônio histórico brasileiro, "apesar de você"

 

A princípio, Chico achou que a música seria barrada pelo órgão regulador, mas para sua surpresa a música passou "batido" pelos radares da censura, então foi gravada no compacto simples de 1970.

 

O canção foi um sucesso, atingiu a marca de cem mil cópias vendidas rapidamente e estourou nas rádios de todo o país virando mania nacional. Isso fez com que a cantora Clara Nunes gravasse a canção em 1971. Assim como a censura, Clara acreditava que a música se tratava de uma briga de casal.

 

O jornalista Sebastião Nery foi o responsável por dar a notícia aos desavisados sobre o que se tratava a mensagem da música, em uma matéria publicada em sua coluna no Tribuna da Imprensa, Nery disse que seu filho e os colegas cantavam "apesar de você" como se fosse o hino nacional. Devido a essa matéria, o jornalista foi chamado a depor, semanas depois a canção foi vetada pelo governo ditatorial. Os militares invadiram a sede da gravadora Philips e destruiram todas as cópias restante, mas não a matriz.

Chico também foi levado para depor, durante o depoimento os militares o indagaram sobre quem seria esse "você" da canção, "É uma mulher muito mandona, muito autoritária", teria respondido o cantor.

 

Por causa desse episódio, Chico virou "figurinha marcada" para a censura, a repressão sobre as canções do mesmo era tão grande que o forçou a usar pseudônimos de Julinho da Adelaide e Leonel Paiva para aprovar algumas canções, uma dessas foi a famosa "acorda amor". Tempo depois a farsa foi descoberta. Para prevenir que a falha não ocorreria novamente, o órgão responsável começou a exigir cópia de identidade e CPF junto com as letras.

 

Clara Nunes também teve que provar que "focinho de porco não é tomada". O presidente da Odeon, Henry Jessem, que também era advogado, foi convocado a prestar esclarecimentos sobre as intenções da cantora (já que ela tinha contrato com a gravadora). Jessem tinha uma ótima relação com os militares o que facilitou o acordo para colocar panos quentes na história com Clara. No acordo, ficou estabelecido que a cantora iria gravar o "Hino das Olimpíadas do Exército" e também interpretaria a mesma na cerimônia de abertura. Isso era uma prática muito comum durante o governo militar, coagir artistas a fazerem publicidade para o governo.

 

Sabendo disso, vamos voltar ao centro da questão...

 

Meu nascimento aconteceu 27 anos depois da concepção dessa canção. Para mim, a ditadura militar, não passava de uma época distante,  onde meus heróis músicos brigaram para conquistar meus direitos democráticos, direito esse que em um passado não tão distante, nunca imaginaria estar ameaçado.

 

Porém, hoje o país vive em situação política muito turbulenta, a quem diga até que o Brasil novamente sofreu um golpe de estado, polêmica essa que não vamos entrar nesse post, entretanto, é inegável que vivemos uma crise absurda, onde pesquisas mostram que 88% da população se sente insatisfeito e não representada pelos políticos no congresso nacional, onde leis são infringidas sem o menor pudor, acordos são feitos na calada da noite, direitos sendo retirado da população, enquanto isso, ministro do STF declara que quase 4 bilhões de reais do dinheiro público ser destinado a financiamento de campanha não são suficiente. Senadores sendo gravado com dinheiro de propina e sendo absolvido, condenados sendo julgado e recebendo liberdade pelos seus padrinhos de casamento, o país parado enquanto a população espera ansiosamente por novas eleições em 2018.

 

Mas graças a música, Chico ja falou por mim a 47 anos atrás... "Amanhã vai ser outro dia, amanhã vai ser outro dia..."

 

Se você como eu, acha que essa música se encaixa perfeitamente para a situação atual do nosso país, não deixe de conferir o lançamento da Discoteca Store "Apesar de Você". Já pensou que legal? Você pode mostrar a sua admiração pela obra de Chico, protestar contra o congresso nacional, andar com um produto bonito, de qualidade e ainda ajudar o site e canal discoteca a continuar produzindo cada vez mais conteúdos legais como esse para os amantes do universo musical. Mas se tudo isso ainda não for motivo suficiente, aqui vai mais um: Leitores do site discoteca tem 5% de desconto, basta usar o código "leitoresdiscoteca" na hora da compra e pronto. Ta esperando o que? Corra e garanta a sua www.discotecastore.com.br

 

 

 

Espero que tenham gostado do post de hoje, deixem seus comentários, não se esqueça de nos seguir nas redes sociais e se inscrever no nosso canal.

 

Um beijo e até a próxima, tchau!

 

Please reload

Posts Recentes
Please reload