5 estudos diários para músicos

May 22, 2017

Fala meu heróis músicos!

 

Tudo bem com vocês? eu espero que sim.

 

Muita gente me pergunta como estudar, quantas horas por dia, qual material, métodos e etc. Por isso hoje, resolvi fazer essa matéria mostrando a forma que melhor resolveu os meus problemas.

Quem me passou esse método foi o coordenador do Conservatório e Faculdade Souza Lima, Lupa Santiago.

 

Então sem mais delongas, vamos la.

 

 

 

O estudo dura no mínimo 3 horas (se você tiver aula de instrumento com um professor) e no máximo 3 horas e meia diárias (se você estuda o instrumento por conta própria) e o ideal é que seja feito de segunda a sábado mas, se fizer de segunda a sexta já ajuda muito.

 

É aconselhável que o estudo seja feito na parte da manha, pois o corpo está mais descansado e mais propício a absorver conhecimentos, outro ponto crucial é que o nosso ouvido não sofreu todo os estresses causado pelos ruídos do dia a dia, isso é um fator importante para aprimoramento da percepção auditiva. Porém, muitas pessoas não conseguem disponibilizar o período da manha para estudar música, então, faça o estudo durante a noite.

 

Faça-o em um ambiente com o mínimo possível de distrações, desligue o celular, telefones, tv's e etc.

 

Primeira Parte:

 

5 minutos de aquecimento: Aquecimento é muito importante, pois coloca seu corpo em "posição musical" e evita lesões.

 

20 minutos de leitura a primeira vista: Se você é iniciante, nunca teve contato com partitura, use esse tempo para aprender, use o livro: Pozzoli, ele ensina todo o "B a Ba" da coisa e tem exercícios que vão te deixar "craque" no assunto (link do livro). Se você já sabe ler partitura, coloque o metrônomo no máximo a 60 BMP (quanto mais devagar melhor) abra o Realbook e vá lendo as melodias de músicas que você não conheça, se errar continue e vá para próxima música, até percorrer os 25 minutos (a intenção é ser leitura a primeira vista). No início será bem desastroso, mas não se preocupe com o tempo irá melhorar.

10 minutos de pausa: Vá tomar um café, ler uma notícia, usar o banheiro.

Segunda Parte:

 

30 minutos de repertório: Essa é a parte mais legal do estudo, você irá tirar músicas para ampliar seu repertório. Escolha um repertório que vá te ajudar de alguma forma, aproveite para explorar gêneros que você tenha pouco domínio, coisas que são bem requisitadas na noite ou aquelas coisas bem "encrencas" que vá deixar sua técnica bem afiada. Aprenda tudo, melodia (comece sempre pela melodia), harmonia, levadas e "grooves".

 

10 minutos de pausa.

Terceira Parte:

 

30 minutos de transcrição: Escolha um solo (aconselho de algum jazzista consagrado tipo: Miles Davis, Wayne Shorter, Charlie Parker, Herbie Handock e etc.) e comece a tirar o solo. Aprenda primeiro a tocar o solo pois é a parte mais demorada e chata, não importa se o seu instrumento é diferente do solo escolhido isso só irá ajudar, resolva todas as questões de transposição e deixe o solo na "ponta dos dedos", depois disso vá para a parte de escrever o solo na pauta. (por isso é interessante que escolha solos consagrados, pois é mais fácil de você achar as partituras deles na web, isso ajuda a você a tirar a prova real se você escreveu certo ou não o solo)

 

Dicas: A maioria dos reprodutores de audio tem a função de deixar o áudio mais lento, isso é útil quando o solo tem passagens muito rápidas, coloque devagar e escute nota por nota com calma. Fique Ligado, se você colocar para reproduzir muito lento, a tonalidade vai abaixando, quando você colocar para reproduzir na velocidade original a tonalidade estará diferente.

 

10 minutos de pausa.

 

Quarta Parte: 

 

30 minutos de improvisação: O importante dessa etapa é exercitar a sua criatividade, procure por play-along no youtube, pense em frase criativas, teste e diverta-se.

 

10 minutos de pausa.

 

Quinta Parte:

 

25 minutos de matérias teóricas: Aprender sobre a parte teórica da música e muito importante, não negligencie esta parte, procure no início focar nos fundamentais como: Teoria elementar da música, intervalos, modos gregos, harmonia. Quando já estiver afiado sobre esses assuntos, escolha matérias que te interesse como: história da música, contra-ponto, audio e etc.

 

Dicas: Pense em ciclos, pegue um assunto e fique um período estudando ele.

 

Sexta Parte (para quem não toma aula de instrumento):

 

20 minutos de técnica: Use esse tempo para desenvolver a parte mêcanica de alguma técnica do seu instrumentos (slap, pizzacato, arco, respiração, técnica de baqueta e etc). 

 

Obs: Se você fizer a sexta parte, lembre-se de fazer a pausa de 10 minutos depois da quinta parte.

 

Esse estudo foi de muita utilidade para mim, por isso fiz um vídeo falando um pouco sobre, eu aconselho você a ver pois é um conteúdo complementar a esse post.

 

 
Além desse estudo diário é recomendado que escolha um disco por semana para ser explorado, reserve um tempo a mais no seu dia para escuta o disco do início ao fim sem pular faixas, isso ajuda bastante a enriquecer o seu vocabulário musical e sua criatividade. Escolhas discos variados e que você não tenho ouvido ainda, hoje em dia com os serviços de streming isso se tornou muito viável.

 

Eu espero que seja de muita utilidade, me digam o que acharam, se está sendo útil para vocês e os resultados obtidos.

 

Um beijo e até a próxima, tchau!



 

 

 

Please reload

Posts Recentes
Please reload